Capacitação para intensificar ações de combate à violência contra a mulher

(Foto – Herick Pereira / AGECOM)

Representantes e gestores de órgãos voltados para proteção e amparo de mulheres de 31 municípios amazonenses participam da primeira etapa de uma capacitação com o objetivo de melhorar as ações da enfrentamento à violência contra a mulher em suas cidades.

O encontro é coordenado pela Rede de Atenção à Mulher, da Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Seas), e vai acontecer até esta quarta-feira, 23 de outubro, no auditório do Centro de Convivência do Idoso do bairro de Aparecida, zona sul de Manaus. A segunda fase do treinamento será realizada entre os dias 13 e 14 de novembro para representantes de mais 30 municípios amazonenses.

Os participantes serão instruídos para estruturar a Rede de Atendimento para mulheres nos municípios do interior do Amazonas, para que possam melhorar o atendimento às vítimas e elaborar ações de prevenção aos crimes dessa natureza. A secretária executiva da Secretaria Estadual de Políticas Públicas para Mulheres (SPPM), Márcia Álamo, afirma que é importante esse diálogo com os representantes do interior para o conhecimento de políticas na área.

“Essa capacitação permite a divulgação de informações dos trabalhos que desenvolvemos na capital para que esses representantes voltem para suas cidades com mais habilidade e conhecimentos das políticas públicas existentes direcionadas para trabalhar com esse assunto no interior”, disse.

A gestora do Centro de Convivência da Família do município de São Sebastião do Uatumã (a 247 quilômetros de Manaus), Sônia Martins, comenta que a capacitação vai viabilizar a formação de uma rede de amparo à mulher mais efetiva na cidade. Atualmente o município conta somente com o apoio do Conselho Tutelar para cuidar dos casos de denúncias naquela localidade.

“Está sendo importante participar desse treinamento porque buscamos ter uma rede de assistência à mulher bem efetiva em nosso município, que possui uma média de 10 mil habitantes com muitos registros de violência contra as mulheres, mas que ainda permanecem silenciosas porque não têm onde buscar apoio mais especializado”, disse.

Rede de atendimento – O Governo do Amazonas em cumprimento ao Art. 35 da Lei 11.340 – Maria da Penha, através da Seas, implantou os Serviços de Atenção em Defesa dos Direitos da Mulher (SADDM), com o objetivo de prestar atendimento multidisciplinar às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar na capital. São eles:

– Serviço de Apoio Emergencial à Mulher (Sapem), que está localizado na Rua Recife, Conj. Eldorado – Parque 10 (atrás da delegacia especializada em crimes contra a mulher). Os atendimentos são na área psicológica, social, jurídica e de acolhimento de mulheres e crianças;

– Casa Abrigo Antonia Nascimento Priante possui endereço sigiloso e atende as mulheres e seus filhos vítimas de violência doméstica e familiar que correm risco de morte.

– Centro Estadual de Referência e Apoio à Mulher (CREAM), que está localizado na Av. Presidente Kennedy, bairro de Educandos. Os serviços oferecidos ajudam as mulheres e seus filhos em situação de violência doméstica e familiar, com atendimento psicológico, social, jurídico, pedagógico e atividades com arteterapia.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.