Brasil conquista duas pratas e um bronze no primeiro dia em Tóquio

(Foto: Divulgação)

O Brasil teve um bom desempenho nesta sexta-feira e terminou o primeiro dia do Grand Slam de Tóquio, no Japão, com três medalhas.

Os melhores representantes brasileiros foram Charles Chibana e Erika Miranda, que faturaram a medalha de prata, enquanto Sarah Menezes ficou com o bronze.

Com sua torcida formada por familiares do Brasil e do Japão, Chibana perdeu na final para o anfitrião Tomofumi Takajo. Feliz com a torcida presente, o judoca lamentou a derrota na final, mas comemorou a campanha no ano e garantiu foco em 2014.

“É muito gostoso vir para o outro lado do mundo e ter gente torcendo por você. Comecei o ano entre os 100 do ranking mundial e termino no top 4. Treinei e competi bastante para evoluir. Queria o ouro, claro. Mas ano que vem tem mais”, afirmou Chibana.

Já Erika, que perdeu na final para a japonesa Yuki Hashimoto, também se mostrou satisfeita e elogiou a equipe brasileira.
“Foi minha primeira competição de circuito mundial depois do Mundial do Rio. A gente sempre busca o ouro, mas estou satisfeita. Os resultados da equipe mostram que somos um time forte”, disse Erika.

Sarah Menezes, que em Tóquio já ficou com o bronze nos Grand Slams de 2009, 2010, 2011 e no Mundial de 2010, novamente ficou com o terceiro lugar no pódio, desta vez sem subir ao tatame, já que a russa Kristina Rumyantseva desistiu por conta de uma lesão.

“É maravilhoso estar no pódio no Japão. A gente se sente ainda mais especial por ganhar uma medalha onde nasceu o judô”, disse Sarah.

O Brasil poderia ter ainda mais representantes com medalhas, mas Rafaela Silva e Ketleyn Quadro perderam na disputa de terceiro lugar. Rafaela caiu para a anfitriã Christa Deguchi, enquanto Ketleyn perdeu para a também japonesa Anzu Yamamoto.

Além dos judocas com chances de medalha, outros atletas brasileiros não conseguiram chegar às finais. Medalhista olímpico, Felipe Kitadai não correspondeu às expectativas e perdeu na estreia para Toru Shishime, Eric Takabatake foi derrotado, também na primeira luta, pelo sul-coreano Won Jim Kim e Luiz Revite bateu Jungmin Lee, mas foi eliminado ao perder para Ren Miyzaki. Na disputa feminina, Nathália Brígida perdeu a primeira luta para Ami Kondo.

Neste sábado, o Brasil volta a ser representado por Alex Pombo e Marcelo Contini, na categoria masculina, e por Mariana Barros, Katherine Campos, Maria Portela e Nadia Merli, na feminina.

Antes do início da competição, Ney Wilson, coordenador técnico da Confederação Brasileira de Judô, comemorou a mobilização dos atletas para a disputa e ressaltou os resultados dos judocas.

“Esta é a maior delegação do judô brasileiro jamais enviada para uma competição em Tóquio e começamos o torneio com a maioria dos 24 atletas como cabeça de chave”, disse Ney Wilson.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.