Blitz interdita e notifica restaurantes do Centro de Manaus

Manaus – A blitz da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Amazonas (CDC/ALEAM) na manhã desta sexta-feira (17) verificou irregularidades em três restaurantes localizados na Rua Barroso, Centro de Manaus, como manipulação e conservação irregular de alimentos, ausência do Código do Consumidor e falta de licença da vigilância sanitária para funcionar.

Além da Comissão, fiscais do Departamento de Vigilância Sanitária do Amazonas (Dvisa), Corpo de Bombeiros, Programa Estadual de Proteção, Orientação e Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM) e Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Amazonas (Ipem/AM) participaram da fiscalização.

No restaurante Letar havia um cartaz estipulando os valores que são aceitos para pagamento nas compras com cartão de débito e crédito e o local não disponibilizava o exemplar do Código de Defesa do Consumidor em local de fácil visualização, o que gerou duas multas do Procon, no valor de R$ 5 mil e R$ 1.064, respectivamente. Além disso, o restaurante foi autuado por irregularidades quanto à manipulação e conservação de alimentos. “Após a autuação, o estabelecimento tem um prazo de 30 dias para se adequar”, afirmou o fiscal da Dvisa, Wallace Benjamim.

Já no restaurante Néctar, o Corpo de Bombeiros aplicou notificação por conta do mau condicionamento do botijão de gás, localizado embaixo de uma mesa e de um extintor de incêndio vencido. O restaurante também não possuía um exemplar do Código de Defesa do Consumidor e também foi multado.

Um restaurante sem identificação e funcionando sem licença da Dvisa, localizado nos altos do Atacadão das Sandálias foi interditado. Além da falta do documento, o local tinha a estrutura física comprometida, com fiação exposta, rachaduras, infiltrações e focos do mosquito da Dengue, além da manipulação e má conservação de alimentos.

Segundo o fiscal da CDC, Antomário Monteiro, o resultado da blitz pode ser considerado positivo. “Durante todo esse mês a Comissão está desenvolvendo esse trabalho em parceria com os órgãos de fiscalização para verificar as condições dos restaurantes do Centro. Com exceção do restaurante interditado, as irregularidades não oferecem riscos maiores à população”, avaliou.

Fonte: Diretoria de Comunicação

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.