Belém: mais de 26 mil pessoas trabalharão no Círio

(Foto: Ney Marcondes – DOL)

Mais de 26 mil pessoas, de 23 órgãos diferentes, deverão trabalhar na programação do Círio de Nazaré 2013, segundo a diretoria da Festa, que anualmente reúne mais de dois milhões de fiéis e é considerada uma das maiores celebrações do universo católico.

Esse ano, o traslado da imagem, no sentido Ananindeua/Marituba, que tem duração de 12 horas, poderá sofrer redução de 60 minutos. Isso por causa de alterações que deverão ser feitas no trajeto de retorno a Marituba. Estima-se que a caminhada deverá estar concluída entre 19h30 e 20h30 da sexta-feira (11) que antecede a procissão. No caso, a pista do BRT será utilizada pelos ciclistas, como aconteceu na celebração em 2012.

Outra homenagem à Nossa Senhora de Nazaré, a romaria rodoviária, agendada para o sábado, 12 de outubro, tem saída prevista para 5h30, da Igreja Matriz de Ananindeua. Don Giovanni D`Aniello, Núncio Apostólico, é uma das personalidades confirmadas.

Ele também estará presente na Motorromaria, que acontece logo em seguida. No caso, as instituições que fiscalizam o trânsito solicitam que os motoqueiros cumpram as medidas de segurança obrigatórias, como o uso de capacete.

“As leis devem ser cumpridas. Pedimos então aos participantes que colaborem com o nosso trabalho”, informa o diretor de Procissões do Círio de Nazaré, Carlos Augusto Nobre.

Já o Arcebispo Emérito de Belém, Dom Vicente Zico, confirmou presença na Missa do Círio Fluvial, que será realizada no Mirante de Icoaraci.

TURISMO

Especialistas em turismo e autoridades do setor vão ministrar palestras, dia 1° de outubro, para capacitar 200 taxistas que trabalham em cooperativas do Aeroporto Internacional de Belém, shopping centers, hotéis e no terminal Rodoviário. O objetivo é capacitar os profissionais para que recebam bem e orientem, com qualidade, os turistas que virão participar do Círio 2013. Eles aprenderão ainda noções sobre a importância do taxista enquanto agente na política turística.

A iniciativa é a segunda parte do projeto “Amigo do Turista” que, na semana que passou, ensinou noções de recepção e etiqueta profissional para 80 pessoas, numa parceria que envolveu o Serviço Nacional de Aprendizagem (Senac) e instituições públicas dedicadas ao setor.

Por conta da festividade nazarena, segundo especialistas, o turista fica, em média, cinco dias na capital paraense. Nesse curto espaço de tempo, deve ser bem recebido, tratado e orientado, para que traga familiares e amigos em outras visitas à cidade e se torne ainda um potencial “incentivador do turismo no Pará”.

A programação inclui, dentre outras, uma palestra ministrada pelo taxista José Antônio Cestari Ávila, que é considerado um “expert” no chamado táxi turismo. Ele viaja todo o Brasil para transmitir suas experiências profissionais em motivação e hospitalidade, dentro da apresentação “A importância do taxista para o turismo da cidade”.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.