Banhistas devem ficar atentos a animais e a regras de segurança da Ponta Negra

Manaus – Lixo acumulado, que atrai ratos, e alimentos levados para o rio, que acabam servindo de isca para peixes, podem ser atrativos para os jacarés se acostumarem na praia da Ponta Negra.

As informações fazem parte do relatório apresentado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) à Prefeitura de Manaus em relação ao aparecimento desses animais no local, o que acabou provocando a interdição ao banho no balneário.

Neste domingo, 19, a Ponta Negra reabrirá completamente aos banhistas, mas é preciso que a população fique atenta às normas de segurança e de educação no uso da praia. Uma das dicas mais importantes é, no caso de se ver um jacaré, não se aproximar do animal e avisar imediatamente o Corpo de Bombeiros ou Guarda Municipal, PM ou fiscal do Implurb.

A recomendação para o Corpo Permanente de Segurança do parque é monitorar constantemente as águas e caso seja avistado um jacaré, avaliar se sua proximidade à praia representa ameaça.

Segundo o Ibama, os animais podem ter vindo dos rios Tarumã-Mirim e Tarumã-Açu, afluentes do rio Negro, assim como podem ter nadado até 100 km do Arquipelágo de Anavilhanas até Manaus. O laudo aponta também que não existe anomalia na ocorrência de jacarés na área, e que justamente por isso a área seja monitorada com frequência. O jacaré-açu não é uma espécie caçadora de seres humanos, mas são animais extremamente inteligentes e aprendem rapidamente onde têm alimento e peixe fácil. “Em razão disso, reforçamos a orientação de que é proibido levar alimentos para a praia, para a areia e o rio, em razão da contaminação e do atrativo que a comida pode representar para os jacarés”, explica o presidente do Implurb, Roberto Moita. O instituto é o gestor do Parque Ponta Negra.

Parecer técnico do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) também orienta sobre o monitoramento da ocorrência de jacarés na praia e que apesar do medo que causam ao ser humano, no seu meio natural não chegam a ser um perigo real ao homem, como são os crocodilos, este sim perigosos. Segundo o laudo do órgão, com a reforma da Ponta Negra, que passou ter praia o ano inteiro (perene), o que não ocorria no passado, o local onde está a área praiana é ponto de passagem dos animais, que na cheia ficam mais dispersos e muitas vezes à procura de seu território, em especial os bichos mais jovens.

No caso de aparecimento de mais animais, a Gerência de Fauna do Ipaam sugere que pode ser realizada a captura dos mesmos e sua recondução a áreas mais protegidas. O Ibama indica fazer a soltura deles em água branca, como o rio Amazonas, ou encaminhá-los ao Centro de Triagem de Animais Silvestres – Sauim Castanheira, se estiverem machucados. Para o Ibama, é importante a Prefeitura e seus órgãos atuarem na promoção de ações de educação ambiental que visem aproximar à população dos animais silvestres que habitam a região.

RECOMENDAÇÕES

O Corpo de Segurança Permanente da Ponta Negra, antes de fazer a reabertura ao banho, no domingo, fará ronda nas águas, reforçando a presença de Bombeiros no rio, em lanchas e jet-sky. “Vamos reforçar a segurança e o monitoramento tendo em vista que os jacarés estão em seu habitat e o que deve ser evitado é que os animais se aproxime da população. Caso algum jacaré seja avistado, o Corpo de Bombeiros está autorizado pelos órgãos competentes para fazer a captura e a soltura dele em outro ponto do rio”, explica o secretário-chefe do Gabinete Militar, coronel Fernando Farias.

Segundo Farias, a população terá papel importante, respeitando as regras de uso da praia e mantendo distância de animais, caso eles apareçam.

NORMAS

O banho é permitido somente até às 17h e é proibido levar comida para a praia, garrafas ou qualquer objeto de vidro ou cortantes, o uso de bebidas alcoólicas por menores, e animais na areia.

(Semcom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.