Artur quer fazer uma administração com parcerias para entrar e ficar na história de Manaus

Artur Neto - prefeito eleito de Manaus
Artur Neto - prefeito eleito de Manaus
Amazonianarede/Osny Araújo-fotos arquivo
Manaus – O futuro ocupante da Prefeitura de Manaus a partir de 1º de janeiro, é um político experiente, conhecedor das estradas, caminhos e atalhos dos gabinetes de Brasília e está consciente dos grandes e graves problemas que Manaus tem para serem resolvidos, por isso mesmo, encara o fato como um dos maiores desafios de sua vida política e está disposto a vencer todos os obstáculos, dentro da máxima de que “problemas existem para serem solucionados”.

Compromisso com Manaus e seu povo, transparência, revitalização do centro, continuidade aos bons programas e projetos existentes na cidade e prepara-la para a Copa de 2014. Seriedade, determinação, imparcialidade, competência, disciplina e responsabilidade com a administração, foram anunciados inúmeras vezes pelo prefeito eleito Artur Neto e seu vice, Hissa Abrahão durante a campanha política e é isso que a sociedade espera dele que, pela segunda vez, assumirá o governo do município de Manaus, a mais importante capital da Amazônia brasileira.

Consciente da sua responsabilidade e dos grandes problemas e desafios que enfrentará na administração de uma cidade complicada, com falta de água, transporte coletivo precário, invasões, sistema viário caótico, lixo espalhado pelas ruas e igarapés, saúde precisando de socorro, a educação necessitando de mais espaços, saneamento básico e tantas outras coisas, o prefeito eleito espera logo após a sua posse, no dia 1º de janeiro, dar uma sacodida na cidade e mostrar a cara da nova administração e garante que num espaço de cem dias o povo já deverá observar a olhos nus várias e interessantes transformações na cidade de Manaus.

Após a eleição, Artur nas várias entrevistas que concedeu aos veículos de comunicação, afirmou que ele e seu vice não ficarão presos a gabinetes e estarão nas ruas, conversando com o povo, observando os problemas da cidade e vendo o andamento das obras.

“O nosso compromisso é com a cidade de Manaus e seu povo, por isso estaremos nas ruas para ver de perto os acontecimentos, as necessidades da cidade e o andamento das obras que serão tocadas pela nossa administração”, afirma o prefeito eleito.

Artur Neto não nega que o peso da responsabilidade de assumir pela segunda vez a Prefeitura de Manaus é muito grande e um enorme desafio, mas por outro diz sentir-se feliz pela oportunidade que Deus e o povo lhe proporcionaram em governar pela segunda vez a sua cidade e por isso promete realizar uma administração para entrar e ficar na história, em homenagem a Manaus e em agradecimento ao seu povo por tudo que tem lhe proporcionado na vida.

COMPETENTE E TÉCNICO

Nas entrevistas que tem concedido, Artur tem afirmado que seu vice Hissa Abrahão assumirá uma secretária importante do município e deverá coordenar as ações dos secretários, uma espécie de chefe da Casa Civil, os demais só serão anunciados após o Natal e deverá ser composto por pessoas técnicas, competentes e compromissadas com a administração da cidade e com as propostas da Prefeitura.

O prefeito eleito disse ainda que o seu secretariado será formado com base na competência e técnica, não será composto por amigos e sim por pessoas que mesmo não sendo seus amigos tenham currículo e possam ajuda-lo a resolver os problemas da cidade, que são muitos e complexos e oferecer um pouco mais de condições de vida e felicidade aos seus habitantes.

Numa dessas entrevistas dadas após a sua eleição, Artur Neto explicou que o secretariado será escolhido com muito critério e a todos, logo na primeira reunião, será dito o b a bá da administração: “e essa será a hora de ficar no posto ou desistir”, disse.

Ele faz questão de afirmar que cadeira cativa na administração, só duas pessoas terão: ele e o seu vice, que foram eleitos pelo povo, os demais ficarão horas, dias ou meses, dependendo do desempenho de cada um até o final do mandato. Por isso quer um secretário técnico e não formada apenas pela condição de amizade.

No momento em que falava do secretariado para determinada emissora de televisão, lembrou o que dizia o saudoso Tancredo Neves, que sempre afirmava que um governante deve ter o cuidado de não nomear quem não possa demitir, isso naturalmente referindo-se aos grandes e chegados amigos, que muitas vezes participam de administrações e, fiados na amizade com o chefe maior, não têm um desempenho satisfatório, por isso talvez tenha parafraseado o mineiro Tancredo Neves.

“NUNCA RENUNCIEI UM MANDATO”

Após a eleição, Artur, além de atender uma extensa agenda de entrevistas para rádios, jornais e televisões,cumpriu também compromissos oficiais, como visitas ao governador Omar Aziz, na sede do Governo, foi ao Tribunal de Contas do Estado, anunciou o seu gabinete de transição liderado pelo economista Rodemark Castelo Branco, que foi seu secretário quando assumiu pela primeira vez a Prefeitura de Manaus, foi recebido pelo atual prefeito Amazonino Mendes e agora, começa a se preparar para uma viagem mista de repouso e compromissos a Portugal, onde servia na Embaixada brasileira na qualidade de diplomata de carreira, onde ficaram algumas questões pessoais pendentes que serão resolvidas agora. 

Ele deverá também, se submeter a um check-up para saber como anda a saúde aos 67 anos e aí sim, retorna a Manaus, para aguardar a posse no dia 1º de janeiro e assumir o cargo eletivo de Prefeito do município de Manaus, uma espécie de capital-Estado, considerando que mais de 90% da sua economia é gerada na cidade.

Nessa viagem a Portugal, Artur espera poder contar com a companhia do seu vice Hissa Abrahão, para que nas terras de além-mar, possam trocar ideias e fazer planos para administar a cidade e alinhavar roteiros para resolver problemas e buscar recursos fora do orçamento municipal.

Durante as entrevistas aos jornalistas, Artur foi muito questionado, considerando o seu grande desempenho eleitoral nas eleições, sobre se ficaria no cargo até o final do mandato ou disputaria as eleições de 2014 para o Governo do Estado ou Senado Federal e a resposta foi imediata: “Nunca deixei um cargo eletivo pela metade” e deixou claro também que, caso vença na Justiça a questão judicial que existe contra a senadora Vanessa Grazziotin, garantiu que o fato não fará desistir de governar Manaus e nesse caso, o posto sem dúvida será assumida pelo seu suplente.

PARCERIAS

O futuro ocupante da Prefeitura de Manaus, no bairro da Compensa, de palavra fácil e fortes argumentos, espera estabelecer várias e importantes parcerias durante a sua administração, a fim de que os muitos problemas de Manaus possam ser atacados com determinação em busca de soluções.

Segundo Artur Neto, o primeiro passo nesse sentido já foi dado, quando foi recebido pelo governador Omar Aziz em seu gabinete, com o testemunho da imprensa, onde ficou claro que os adversários políticos de ontem, uma vez que o governador apoiava a candidata Vanessa Grazziotin, passaram a ser aliados a partir daquele momento em torno de Manaus, o que prova que a administração da cidade e o bem estar do povo estão muito acima de questões políticas e partidárias.

Artur deixou o Palácio do Governo plenamente satisfeito com o resultado desse primeiro encontro com o governador, antes da sua posse e ficou alinhavado já a partir de janeiro uma ação conjunta entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Manaus, quando serão atacados os principais problemas que afligem Manaus e o seu povo como, por exemplo, a falta de água em vários bairros periféricos e a preparação da cidade para a Copa de 2014, com prioridade para o projeto de mobilidade urbana, com a entrada em funcionamento de um transporte de massa rápido e digno e a revitalização do centro histórico da cidade, inclusive com a relocação dos “camelôs”.

Mesmo consciente de que o Governo do PT o considera um “inimigo político mortal”, pela sua combativa atuação no Senado da República como líder do PSDB no Congresso Nacional, na qualidade de prefeito de Manaus, tentará uma audiência com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília e tem certeza de que isso acontecerá, por entender que o cargo de presidente da República é institucional e a presidente é a presidente de todos os brasileiros e Manaus espera contar com a parceria do Governo federal, considerada pelo prefeito eleito como de fundamental importância para a cidade.

Confiante de que essa audiência possa ser concretizada, frisou que esse encontro sem nenhuma dúvida será marcado por muito simbolismo, mas disse também que será de vital importância para Manaus o estabelecimento de uma parceria para cidade de Manaus, a mais importante capital da Amazônia.

Ele falou ainda do bom encontro que teve com o atual prefeito Amazonino Mendes e disse que recebeu dele a informação de que lhe passará uma prefeitura com poucas dívidas e dinheiro em caixa e comum aviso – você vai receber uma cidade cheia de problemas e terá muitas dificuldades” – disse.

No Senado, onde goza de grande prestígio, ele pretende conseguir apoio político para os pleitos da sua administração junto ao Governo federal, o mesmo ocorrendo aqui em Manaus na Assembleia Legislativa do Estado e na Câmara Municipal de Manaus, onde deverá contar com uma bancada majoritária.

Afirmou também que pretende estabelecer parcerias a nível internacional especialmente com instituições financeiras, como as Organizações Não Governamentais (ONGs) responsáveis e buscará junto aos países ricos e desenvolvidos, apoios financeiros com o foco para a natureza, o que no seu entendimento não deverá ser uma tarefa das mais difíceis, em se tratando de natureza e da Amazônia.

Com relação aos seus apoiadores de campanha no segundo turno, garantiu que alguns projetos considerados interessantes serão tocados pela sua administração e os bons do atual prefeito que estão dando certo, como o Bolsa Universitária que terá como agregada a bolsa idiomas, a bolsa família, e outros, além de permanecerem deverão ser ampliados, o mesmo ocorrendo com as obras em andamento, como por exemplo, as creches que serão inteiramente concluídas e o projeto deflagrado pelo prefeito Amazonino Mendes terá continuidade e dentro de quatro anos Manaus deverá contar com cerca de cem creches municipais, nas várias zonas e bairros da capital.

PACOTE DE AUSTERIDADE

Na mais recente entrevista prestada, Artur Neto deixou claro que logo após a sua posse anunciará um “pacote de austeridade”, que será acompanhado de um anteprojeto de reforma administrativa elaborado por um instituto ainda não definido, mas nos moldes da Fundação Getúlio Vargas, com o objetivo de enxugar a “máquina administrativa municipal” e cobrar do seu secretariado o uso correto dos recursos públicos, de acordo com as prioridades a serem estabelecidas pela administração.

Alertou também que exigirá de todo o secretariado que abandonem um pouco as confortáveis cadeiras dos gabinetes com ar condicionado e se desloquem para as ruas, para os bairros da cidade onde as suas pastas deverão estar realizando obras para manter contato com a população e ver como os trabalhos estão se comportando.

“Se o prefeito vai sair às ruas para acompanhar os trabalhos, claro que os secretários deverão tomar isso como exemplo e fazer o mesmo, porque os desafios serão muito grandes e precisaremos vencê-los” – ressaltou.

EXPERIÊNCIA E JUVENTUDE

Aos 67 anos de idade, Artur Neto que já ocupou vários cargos frutos da vontade popular, como o de prefeito de Manaus, deputado federal e senador da República, coloca muita fé no seu vice, o vereador Hissa Abrahão que já disputou uma eleição para o Governo do Estado, conseguindo em sua opinião uma excelente votação em Manaus.

Durante toda a campanha, Artur sempre fez questão de falar no seu vice, elogiar a sua inteligência, comportamento, juventude e vontade de trabalhar por Manaus por isso, quando não estavam participando juntos de atividades políticas, eles se dividiam e um ia para um lado e outro para outra parte da cidade.

“O Hissa é um jovem com ideias interessantes, inteligente, tem um bom discurso e tem certamente um grande futuro político. Estou muito feliz com essa nossa parceria política e tenho certeza de que Manaus vai ganhar muito com essa dupla. Será a minha experiência junto com a juventude do Hissa e tenho certeza, que essa união será muito salutar para a cidade. Tenho absoluta certeza de que o Hissa será um vice-prefeito muito atuante na nossa administração, disso eu não tenho dúvida” – disse.

CEM DIAS

Artur Neto voltou a falar com entusiasmo nos primeiros cem dias da administração e prometeu muitas ações emergências nesse período, com a participação de toda a prefeitura, atacando de frente os principais problemas da cidade que já começam a ser detectados, como por exemplo, a falta de água em vários bairros periféricos na cidade, o transporte coletivo, lixo, o estrangulamento no trânsito e tantas outras questões que estão sendo levantadas.

Garantiu que tão logo seja empossado se reunirá com a direção da concessionária Águas do Amazonas para tratar da questão de abastecimento de água na cidade, especialmente solucionar a questão dos bairros que pagam as contas, mas a água não chega às torneiras.

Segundo o prefeito, a concessionária só terá duas alternativas, ou leva água para os bairros ou comprará um grande litígio com a Prefeitura e o contrato poderá ser quebrado.

Afirmou que a população pode ficar certa que logo no começo da administração o prefeito, vice, secretários e os servidores da Prefeitura estarão espalhados pela cidade, ordenando e verificando obras emergências. “Sabemos que nesse período não poderemos realizar milagres, mas certamente, muitas coisas serão melhoradas para o povo” – garantiu.

Com relação à parte ligada a infraestrutura propriamente dita, ressaltou que já está em execução a cargo de um engenheiro um trabalho de levantamento das situações mais graves nesse setor, a fim de que tão logo assuma a administração, já exista uma rota definida por onde esse trabalho deverá ser iniciado, observadas todas as prioridades, como por exemplo a implantação de um sistema binário para que oferecer maior fluidez ao complicado trânsito de veículos na cidade de Manaus, mesmo não sendo essa uma situação definitiva, mas certamente alguma coisa será melhorada até que possamos atacar o problema com mais determinação, de acordo com projetos altamente técnicos que serão elaborados para essa finalidade.

CÂMARA MUNICIPAL

Com relação à futura presidência da Câmara Municipal de Manaus para a próxima legislatura, Artur Neto que deverá contará com absoluta maioria no legislativo municipal, não quis se manifestar a respeito, pelo menos por enquanto.

Artur encerrou dizendo que continua sendo um defensor ferrenho da Zona Franca de Manaus, a exemplo que fez na Câmara Federal e no Senado da República e afirmou categoricamente que enfrentará de peito aberto, seja lá quem for, parta de onde partir quem tentar atrapalhar os interesses da sua administração em favor do povo de Manaus. “Enfrentarei a todos com coragem e determinação em defesa de Manaus, de Manaus e de Manaus, foi para isso que o povo me elegeu e desse compromisso, não arredarei o pé um milímetro sequer, podem ter certeza disso” – finalizou.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.