Arthur visita obras do Mercadão e confirma entrega para outubro

Com 85% dos trabalhos concluídos a obra de restauro do Mercado Municipal Adolpho Lisboa recebeu na manhã desta quarta-feira, 31, visita de inspeção do prefeito Arthur Virgílio Neto.

Ele acompanhou o início da colocação do piso de pedras de lioz, na parte interna, e também conheceu o padrão das grades que serão instaladas nos boxes do pavilhão central. Atualmente, 150 operários trabalham para terminar a obra, orçada em R$13 milhões, com data de entrega marcada para o dia 24 de outubro, dia do aniversário de Manaus.

Uma das frentes de trabalho que começaram está semana foi a da colocação do piso de lioz (calcário oriundo de Portugal) no pavilhão Central. As pedras são as mesmas usadas desde sua inauguração no ano de 1822. Durante a visita, também foi apresentada ao prefeito o modelo de grade que será instalada em todos os boxes do pavilhão Central. Além da função de proteção, as grades quando abertas, podem ser usadas como bancadas para exposição de produtos.

O prefeito elogiou o andamento do processo de restauro e lembrou que ao final, todos os permissionários devem passar por cursos de qualificação antes de iniciarem as atividades no mercado totalmente reformado. “Queremos que todos passem por cursos do Sebrae e se tornem micro empreendedores, além de se qualificarem para melhor atender a população”, disse o prefeito.

O local onde os permissionários estão alocados provisoriamente será transformado em uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), para tratar toda água oriunda do mercado para chegarem limpas ao Rio Negro. “Nós não podemos fazer uma obra bonita dessas e ao mesmo tempo sujar o Rio Negro. Vai ser um exemplo de restauração com respeito ambiental”, enfatizou Arthur.

O secretário municipal de Requalificação do Centro, Rafael Assayag, acompanhou o prefeito durante a visita. Para ele, a inauguração do mercado irá representar um marco no processo de revitalização do centro da cidade. “É uma virada para a população, e também para quem estava trabalhando de forma oprimida em torno do mercado sem poder oferecer condições de qualidade”, disse Assayag.

Os pavilhões do Peixe, Carne e o Tartaruga estão em fase de finalização de pisos, revestimentos e colocação de vitrais. Já o pavilhão Central está com a parte de alvenaria sendo preparada para receber a estrutura de mezaninos e instalação das grades. O mercado terá duas áreas destinadas a lanchonetes, cada uma com 11 estabelecimentos. Duas bombonieres e uma cafeteria também estão previstas. Além disso, abrigará dois restaurantes com elevadores e banheiros independentes.

(Matéria: Ulysses Marcondes – Foto: Facebook PMM)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.